Oracle RI – Dúvida sobre o cálculo do ICMS e ICMS-ST no processo de RMA

 

Bom dia pessoal,

Estou em um cliente que possui o Oracle RI R12.2.7 e gostaria de pedir um apoio para esclarecimento da lógica de cálculo dos impostos (mais especificamente, o ICMS e o ICMS-ST) versus as funcionalidades core do Oracle RI para suporte ao processo de devoluções de mercadorias pelos clientes (RMA).

Dado que a NF de devolução deve respeitar a mesma lógica de cálculo de impostos da NF original de saída, que o cálculo do ICMS e ICMS-ST variam conforme origem e destino da NF e que no RI a lógica é invertida neste caso (ou seja, origem sendo estado do cliente e destino a filial a partir da qual a mercadoria saiu), tenho a seguinte dúvida abaixo:

O RI deveria calcular o ICMS / ICMS-ST em conformidade para estes casos? Ou seja, a solução checando que trata-se de um tipo de nota cuja documento de entrada aponta uma RMA, o mesmo deveria realizar o cálculo destes impostos invertendo os estados de origem com destino para simular o cálculo da NF de saída original?

Ou o usuário deve ajustar os valores de ICMS e ICMS-ST manualmente nas linhas do RI?

Exemplo:

NF de saída
Total dos produtos: R$ 100,00
Origem: SP (Filial)
Destino: BA (Cliente)
ICMS Interestadual: R$ 7,00

Entrada da RMA (Cálculo das linhas do RI)
Total dos produtos: R$ 100,00
Origem: BA (Cliente)
Destino: SP (Filial)
ICMS Interestadual: R$ 12,00*

*Este é um exemplo de discrepância de cálculo, mas a mesma discrepância poderia ocorrer no caso de ICMS-ST também.

Agradeço desde já pelo apoio pessoal!

Thiago

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas